2 jul. 2011

Um pouco sobre mim

Bom gente, me sinto na obrigação de escrever um pouco sobre o que tem passado na minha vida pra situar vocês um pouco. Vou tentar ser o mais breve possível.

No ano passado meu pai sofreu um AVC. No auge dos seus 47 anos, sem histórico familiar e aparentemente saudável, o golpe foi muito duro pra minha família. Na época eu estava envolvida com trâmites da faculdade na Espanha e não podia voltar de imediato pra ajudar minha mãe, meu irmão que estuda em outro Estado, estava em período crucial de provas e também não podia ajudar. Resultado: ela enfrentou a barra sozinha. Dormia no hospital e ninguém da família teve a sensibilidade de estender uma mão. Coisas que passam! Assim que pudemos, eu e meu irmão viemos ao encontro da família, mas o mal já estava feito. Com o lado direito do corpo paralisado, minha mãe fazia das tripas coração para ajudá-lo em tudo, e ele voltou a ser um bebê, dependendo dela pra tudo.

Quase um ano depois, ele já está melhor. É mais independente e recuperou alguns movimentos, apesar de se locomover com dificuldade. O problema é que perdeu o raciocínio lógico e muitas outras funções básicas, como ler, escrever e outras coisas. Está tomando um batalhão de remédios e ainda corre o risco de sofrer convulsões. Diante disso, minha mãe se faz de forte, mas eu sei que no fundo ela está super depressiva e muito triste.

Acontece que quando eu venho pra cá, tento ajudá-la em tudo, mas nunca parece suficiente, ela está sempre estressada, o que é normal, e ainda por cima a minha vó, que mora com a gente, está idosa e já começa a aparentar sinais de senilidade, ou seja, caduquice!

E assim, no meio de tudo isso, eu estava firme e forme no desafio. Ainda estou. Só que hoje voltei a sentir os efeitos do laxante enquanto dormia e minha mãe se chateoou muito comigo. Gritou, berrou e se descontrolou. Disse que não posso seguir dietas malucas e que vai me obrigar a comer. Acabamos sentando pra conversar e nos resolvemos, mas ela disse que vai comigo ao supermercado pra que eu compre alimentos indicados para quem quer emagrecer, mas que deixar de comer eu não vou.

Confesso que gosto muito de comer, mas tenho que me controlar, pois sou muito gulosa. Sigo com o mesmo peso de antes, pois hoje almocei, já que é dia de LF. Comi um pouquinho de farofa, arroz, abóbora e salada vinagrete. Acho que não foi tão ruim, né? Vou tentar seguir com as caminhadas, intensificar o chá verde e fazer refeições apenas no almoço. Verei se consigo distraí-la. Não me importo de pesar 54,7kg por agora. Mais pra frente posso intensificar as coisas e emagrecer mais ainda, mas por agora, vou tentar deixar minha mãe mais tranquila. Não vou deixar o laxante, mas vou tentar alternar os horários. Por sinal, tomarei uns agora. Enfim, continuo no desafio. Foram 5 dias de NF e não vou abandoná-lo, só queria que vocês soubessem um pouco do que se passa ao meu redor. Obrigada pelo carinho de sempre. Um beijo.

10 comentarios:

  1. Nossa ;S Que barra amiga.. Não posso nem imaginar como você está se sentindo.. Coitada da tua mãe. '-'

    ResponderEliminar
  2. Olá querida, nossa que situação hein?!
    Bom, eu tbm tenho uns problemas de saúde na família, minha mãe tem diabetes, ela é muito nervosa e está passando por problemas financeiros tbm, o que piora a situação. Precisamos ser fortes e confiar em Deus (Não sei se vc acredita em Deus). Estou torcendo por vc e espero que tudo fique bem!!!
    Bejuh ♥
    Bom fim de semana!!!

    Parabéns pelos dias de NF!

    ResponderEliminar
  3. Olha amiga que barra vc passa, mas saiba que tudo se resolve. E saiba que mesmo longe pode contar comigo, nem que seja para desabafar mesmo. Bjuss.

    ResponderEliminar
  4. Sua mãe é uma guerreira!Cuida do seu pai com carinho,com amor,alias ela enfrenta tudo isso pq o ama.

    O fato de não ter outros familiares por perto não influenciou em nada o resultado ou diagnóstico do teu pai,mas a tua mãe deve ter ficado magoada!


    A sua vó,é a mãe de sua mãe ou pai.Existe um laço de amor q os une por isso cuidem bem dela com paciência,pq um dia ela o fez.

    Não se culpe,sei q vc faz o melhor q consegue.

    Boa sorte com a dieta.

    Beijo e força^^

    ResponderEliminar
  5. eu tbm sou gulosa como até quando não to com fome só por comer, se cuida querida beijo vai dar tudo certo

    ResponderEliminar
  6. Sua mae tem muita força e voce tambem, boa sorte com tudo meu amor *-*

    ResponderEliminar
  7. Que situação viu... Meu pai tá horrivel pq ele bebe há anos e nos ultimos anos ele só tem reclamado, xingado, chama eu e minha irmã (1 ano mais nova) de putas, vagabundas etc, se reclamamos ele diz que é desrespeito nosso...
    Sua familia é forte, msm com problemas dão apoio um ao outro. Beijos

    ResponderEliminar
  8. Oi linda, que situação horrível e o pior é que não está no seu cotrole tornar isso melhor, enfim, vc é muito forte e determinada, continue assim! Aqui tbm tenho de driblar todo mundo pra não me fazerem comer o tempo todo, pq tbm sou gulosaa demais e me descontrolo, enfim a gente consegue, juntas!! :) Grande Beijoo!!

    ResponderEliminar
  9. Aiii flor nem tinha visto seu novo post, escrevi um agora com o mesmo titulo... rsrs.. Bjinhos!

    ResponderEliminar
  10. Poxa minha linda, que complicado, não tenho nem oque falar estou super sem palavras, sua mãe é uma mulher muito guerreira, e você está mais do que certa de querer deixar ela mais tranquila muito lindo de sua parte ;),força e controle para todas nós !

    ResponderEliminar

Incentivos são sempre bem vindos!